Pular para o conteúdo
Voltar

Famílias carentes de Santo Antônio do Leverger recebem alimentos e cobertores

Os donativos fazer parte da campanha “Vem Ser Mais Solidário e programa “Aconchego” do Governo do Estado.
Quéren-Hapuque | Setasc/MT

- Foto por: Com o propósito de contribuir com a contenção da pandemia e garantir serviços básicos à população carente de Mato Grosso, o Governo do Estado tem auxiliado comunidades com ações solidárias. Nesta sexta-feira (31.07), a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) atendeu, com doações, 100 famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida, localizada no município de Santo Antônio do Leverger (36 km de Cuiabá). Foram entregues cestas básicas contendo alimentos e kits de produtos de limpeza e higiene pessoal da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” e cobertores do programa “Aconchego”. A iniciativa é idealizada e coordenada de forma voluntária pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'. Créditos: Josi Pettengill Representando a titular da pasta, Rosamaria Carvalho, o assessor especial, Thiago Campello, conduziu as entregas diretamente às famílias dizendo que a campanha vem cumprindo com o seu objetivo que é ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade, principalmente neste período de crise. “Buscamos atender a todos que estão sofrendo impactos significativos e estão até sem o básico, como o alimento. Essa ação está sendo extremamente importante para essas comunidades”, enfatizou. Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'. Créditos: Josi Pettengill O presidente do assentamento, Vicente Ferreira, enfatizou a preocupação em tomar todas as medidas seguindo as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter o avanço da Covid-19. “Anteriormente conversamos com as famílias, organizando de forma que atendesse a todos, mas cuidando para não haver aglomeração no momento do repasse”. Emocionado, Vicente acrescentou que a iniciativa traz um alívio as famílias da região. “Para essas pessoas que estão aqui significa um fôlego a mais nessa crise. Muitos são pescadores, aposentados e têm aqueles que perderam o emprego por causa da pandemia. Me sinto honrado pelo assentamento ser lembrado”, completou. A representante do grupo da Igreja Casa de Oração para Todos os Povos, do município e também responsável pela articulação com o Estado para entrega dos mantimentos, Juliane de Carli, disse que essa é a primeira vez que uma primeira-dama atende a comunidade. “Para nós é gratificante receber estas cestas e ver que realmente serão entregues as famílias mais necessitadas”, agradeceu. Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'. Créditos: Josi Pettengill Kelly Launa, 23 anos, umas das contempladas pela a ação descreveu o cenário da pandemia como um dos mais difíceis de sua vida. “Esse período está sendo complicado para mim, porque meu marido ficou desempregado e preciso cuidar do meu irmão que é especial. Esta cesta vai ajudar muito”, disse. Para Maria Aparecida, 60 anos, os alimentos chegaram no momento certo. “Estou sobrevivendo com o benefício do programa Bolsa Família e do jeito que está, os alimentos ajudam muito a gente”, concluiu. Pastoral Carcerária Em continuidade as ações sociais do Governo do Estado, a Setasc entregou 300 cestas básicas com alimentos e kits de produtos de limpeza e higiene para a Paróquia Nossa Senhora da Guia. Os donativos serão repassados as famílias carentes dos carcerários, assistidos pela Pastoral Carcerária Regional Oeste II (CNBB). Campanha Vem Ser Mais Solidário - Entrega de cesta básica para Igreja Nossa Sra. da Guia. Créditos: João Reis/Setasc-MT A secretária-adjunta de Direitos Humanos da Setasc, Salete Morockoski conduziu as entregas e destacou a importância do atendimento a esse público. “Estamos aqui porque sabemos das dificuldades que essas famílias estão enfrentando. O nosso objetivo é dar assistência a todos que nos procuram e cumprir o nosso papel enquanto Estado”, assinalou. O padre Osvaldo Scotti da Paróquia Nossa Senhora da Guia salientou que as doações trazem esperança e paz as famílias carentes. “Em nome das famílias agradeço a primeira-dama por este gesto que traz tranquilidade para as famílias carentes e que dessa maneira podemos superar essa onda de tristeza que a população mais pobre está passando. Deus abençoe a todos”, completou. Campanha Vem Ser Mais Solidário - Entrega de cesta básica para Igreja Nossa Sra. da Guia. Créditos: João Reis/Setasc-MT A coordenadora da Pastoral Carcerária Regional Oeste II (CNBB), Ana Cláudia, pontuou que a iniciativa fortalece as ações desenvolvidas pela instituição. “Como já conhecíamos a situação financeira dessas famílias, sabíamos que as coisas iriam ficar ainda mais difícil, com este cenário de pandemia. Então pedimos esse auxílio da Setasc que nos atendeu prontamente”, agradeceu.
A | A

Com o propósito de contribuir com a contenção da pandemia e garantir serviços básicos à população carente de Mato Grosso, o Governo do Estado tem auxiliado comunidades com ações solidárias. Nesta sexta-feira (31.07), a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) atendeu, com doações, 100 famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida, localizada no município de Santo Antônio do Leverger (36 km de Cuiabá).

Foram entregues cestas básicas contendo alimentos e kits de produtos de limpeza e higiene pessoal da campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” e cobertores do programa “Aconchego”. A iniciativa é idealizada e coordenada de forma voluntária pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes.

Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'.
Créditos: Josi Pettengill

 

Representando a titular da pasta, Rosamaria Carvalho, o assessor especial, Thiago Campello, conduziu as entregas diretamente às famílias dizendo que a campanha vem cumprindo com o seu objetivo que é ajudar as famílias em situação de vulnerabilidade, principalmente neste período de crise. 

“Buscamos atender a todos que estão sofrendo impactos significativos e estão até sem o básico, como o alimento. Essa ação está sendo extremamente importante para essas comunidades”, enfatizou.

Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'.
Créditos: Josi Pettengill

 

O presidente do assentamento, Vicente Ferreira, enfatizou a preocupação em tomar todas as medidas seguindo as normas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter o avanço da Covid-19.

“Anteriormente conversamos com as famílias, organizando de forma que atendesse a todos, mas cuidando para não haver aglomeração no momento do repasse”.

Emocionado, Vicente acrescentou que a iniciativa traz um alívio as famílias da região. “Para essas pessoas que estão aqui significa um fôlego a mais nessa crise. Muitos são pescadores, aposentados e têm aqueles que perderam o emprego por causa da pandemia. Me sinto honrado pelo assentamento ser lembrado”, completou.

A representante do grupo da Igreja Casa de Oração para Todos os Povos, do município e também responsável pela articulação com o Estado para entrega dos mantimentos, Juliane de Carli, disse que essa é a primeira vez que uma primeira-dama atende a comunidade. “Para nós é gratificante receber estas cestas e ver que realmente serão entregues as famílias mais necessitadas”, agradeceu.

Entrega de cestas básicas e cobertores à famílias do assentamento Nossa Senhora Aparecida de Santo Antônio do Leverger, através da campanha 'Vem Ser Mais Solidário' e o programa 'Aconchego'.
Créditos: Josi Pettengill

 

Kelly Launa, 23 anos, umas das contempladas pela a ação descreveu o cenário da pandemia como um dos mais difíceis de sua vida. “Esse período está sendo complicado para mim, porque meu marido ficou desempregado e preciso cuidar do meu irmão que é especial. Esta cesta vai ajudar muito”, disse.

Para Maria Aparecida, 60 anos, os alimentos chegaram no momento certo.  “Estou sobrevivendo com o benefício do programa Bolsa Família e do jeito que está, os alimentos ajudam muito a gente”, concluiu.

Pastoral Carcerária

Em continuidade as ações sociais do Governo do Estado, a Setasc entregou 300 cestas básicas com alimentos e kits de produtos de limpeza e higiene para a Paróquia Nossa Senhora da Guia. Os donativos serão repassados as famílias carentes dos carcerários, assistidos pela Pastoral Carcerária Regional Oeste II (CNBB).

Campanha Vem Ser Mais Solidário - Entrega de cesta básica para Igreja Nossa Sra. da Guia.
Créditos: João Reis/Setasc-MT

 

A secretária-adjunta de Direitos Humanos da Setasc, Salete Morockoski conduziu as entregas e destacou a importância do atendimento a esse público. “Estamos aqui porque sabemos das dificuldades que essas famílias estão enfrentando. O nosso objetivo é dar assistência a todos que nos procuram e cumprir o nosso papel enquanto Estado”, assinalou.

O padre Osvaldo Scotti da Paróquia Nossa Senhora da Guia salientou que as doações trazem esperança e paz as famílias carentes. “Em nome das famílias agradeço a primeira-dama por este gesto que traz tranquilidade para as famílias carentes e que dessa maneira podemos superar essa onda de tristeza que a população mais pobre está passando. Deus abençoe a todos”, completou.

Campanha Vem Ser Mais Solidário - Entrega de cesta básica para Igreja Nossa Sra. da Guia.
Créditos: João Reis/Setasc-MT

 

A coordenadora da Pastoral Carcerária Regional Oeste II (CNBB), Ana Cláudia, pontuou que a iniciativa fortalece as ações desenvolvidas pela instituição. “Como já conhecíamos a situação financeira dessas famílias, sabíamos que as coisas iriam ficar ainda mais difícil, com este cenário de pandemia. Então pedimos esse auxílio da Setasc que nos atendeu prontamente”, agradeceu.





Editorias